Importação de maçã e pera argentinas: conheça os cuidados necessários

Tempo de Leitura: 3 minutos

A importação de maçã e pera argentinas necessita de cuidados especiais, pois é preciso atenção com o armazenamento e agilidade no transporte, afinal, essas frutas precisam chegar ao consumidor tão bonitas e saborosas como saíram de suas árvores.

Os dois maiores países da América do Sul vivem momentos de integração, buscando fortalecer suas economias e desenvolverem juntos as suas potencialidades.

A Argentina é o terceiro país que mais recebe produtos brasileiros, ficando apenas atrás da China e Estados Unidos.

Já para nossos vizinhos, os brasileiros são considerados os maiores parceiros comerciais, envolvendo muitos setores, tais como:

  • economia,
  • educação,
  • cultura,
  • defesa,
  • turismo,
  • ciência,
  • tecnologia, etc.

Neste post, trataremos de uma área específica desse relacionamento, apresentando os cuidados necessários que precisam ser tomados para a importação de maçã e pera argentinas. Continue lendo e saiba mais a esse respeito!

A produção de maçã e pera na Argentina

A Argentina trabalha fortemente na produção orgânica, ou seja, oferecendo produtos que não sofrem as agressões dos agroquímicos em suas culturas.

As regiões de Rio Negro e Neuquén, províncias da Patagônia localizadas na região sul do país, são as responsáveis por esse sucesso.

As condições climáticas permitem que essas regiões sejam grandes produtoras de maçãs e peras, colaborando para o tradicional sucesso que essas frutas fazem nos mercados brasileiros e em muitos países do mundo.

O histórico de importação de maçã e pera argentinas

A importação de maçã e pera argentinas já ocorre há muitos anos no Brasil, quando conseguiu conquistar a preferência de muitos consumidores.

Em março de 2015, o Ministério da Agricultura brasileiro suspendeu a entrada desses produtos no território nacional.

Isso se deu em função da presença da praga Cydia pomonella, conhecida como praga da maçã, em carregamentos procedentes daquele país.

É importante lembrar que o Brasil erradicou essa praga no ano de 2014 e a permissão de entrada desses produtos poderia comprometer os avanços conquistados após anos de muito trabalho.

Felizmente, em março de 2019, um acordo foi firmado, permitindo a retomada das importações e um controle austero das autoridades argentinas a respeito da praga, monitorando as safras e garantindo qualidade nos produtos.

Continuamos com a importação da maçã e pera argentina até os dias atuais sem que houvessem sido constatados novos problemas com relação ao assunto.

Os cuidados ao trabalhar com importação de maçã e pera argentinas

No ano de 2022, o Brasil importou 79 mil toneladas de maçãs até o mês de outubro, um aumento de 115% se comparado ao mesmo período do ano anterior.

Como já mencionado, trabalhar com esses produtos exige um cuidado todo especial, pois as frutas são perecíveis.

Um planejamento bem elaborado precisa ser realizado no objetivo de atender a demanda e garantir qualidade nas gôndolas dos mercados.

Para isso, precisam ser consideradas as seguintes situações:

  • prazo de entrega,
  • documentação e regras sanitárias exigidas pelo governo brasileiro,
  • tipo de transporte,
  • embalagens a serem utilizadas.

Além do aspecto logístico e exigências sanitárias, todo o trâmite normal envolvendo importações precisam também ser atendidos, ou seja, documentação e atendimento às exigências fiscais.

Como se observa, são muitos os detalhes que envolvem os processos logísticos e administrativos de uma importação, portanto, é preciso contar com quem entende do assunto e pode cuidar de todos os detalhes para a sua empresa.

A RENTALOG é uma organização especializada, oferecendo desde 2012 os seus serviços a centenas de clientes que desejam fazer bons negócios internacionais, sem correr riscos e tendo a certeza que todos os processos serão atendidos com rapidez e qualidade.

Se você ainda tem alguma dúvida sobre a importação de maçã e pera argentinas, entre em contato para que possamos esclarecer detalhes e ajudá-lo a aproveitar as oportunidades que o mercado oferece!

Fontes:

https://www.agrolink.com.br/noticias/argentina-autoriza-colheita-antecipada-de-pera-e-maca_462146.html

https://organicsnewsbrasil.com.br/rio-negro-se-consolida-como-maior-produtor-de-organicos-da-argentina/

https://inta.gob.ar/sites/default/files/script-tmp-inta_fd_72_fruticultura.pdf

https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2015-03/brasil-suspende-importacao-de-maca-pera-e-marmelo-da-argentina

https://www.canalrural.com.br/noticias/argentina-e-brasil-firmam-acordo-para-retomar-comercio-de-macas-e-peras/

https://www.ceasa.go.gov.br/noticias/930-frutas-importadas-exigem-um-planejamento-bem-estruturado.html

Posts Recentes

Outras Postagens

Pular para o conteúdo