Transporte aéreo de mercadorias: Conheça as principais normas e diretrizes

Tempo de Leitura: 3 minutos

O transporte aéreo de mercadorias é uma das principais formas encontradas pelas empresas para transportar produtos em longas distâncias. Entretanto, é fundamental ficar de olho nas normas e diretrizes que regulam o tema.

Na prática, o transporte aéreo é o modal que consiste no transporte de cargas e/ou pessoas através de aeronaves. Essa atividade é regulada por normas da Associação de Transporte Aéreo Internacional – sendo que no Brasil a referência é a Infraero.

Neste artigo vamos entender melhor as principais normas e diretrizes para transporte aéreo de mercadorias. Confira.

Conheça os benefícios do transporte aéreo de mercadorias

O transporte aéreo de mercadorias reserva uma série de benefícios para as empresas que optam por esse modal. Veja os principais deles:

  • Entrega mais rápido em locais distantes. O modal aéreo permite a entrega de mercadorias em locais remotos com mais agilidade. Em diversos casos, essa entrega pode ser feita em menos de um dia.
  • Viabiliza a entrega de carga perecível. Por conta da agilidade do transporte aéreo de mercadorias, esse é o modal ideal para entrega de mercadorias perecíveis ou cuja validade é curta, como remédios e alimentos.  
                  
  • Facilidade no rastreamento. O transporte aéreo de mercadorias pode ser facilmente rastreado, permitindo a consulta de informações em tempo real para que o remetente e destinatário fiquem tranquilos.
  • Segurança no transporte. O transporte aéreo de mercadorias é marcado pela sua segurança. Afinal, os riscos de roubos são bem menores em relação a outros meios de transporte. Além disso, o manuseio da carga é mais eficiente e as chances de avarias são menores.

Quais são os principais produtos transportados em modal aéreo?

Quando falamos sobre o transporte aéreo de mercadorias, existem alguns produtos que se beneficiam das características desse modal. Entretanto, também é preciso acompanhar as normas que devem ser seguidas para colocar esse transporte em prática.

Veja quais são os principais desses produtos:

Materiais perigosos
Conforme a ONU, as mercadorias perigosas são classificadas conforme suas classes de riscos:
  • Classe 1: explosivos;
  • Classe 2: gases;
  • Classe 3: líquidos inflamáveis;
  • Classe 4: sólidos inflamáveis;
  • Classe 5: substâncias combustíveis e materiais oxidantes;
  • Classe 6: substâncias tóxicas (venenosas) e infecciosas;
  • Classe 7: materiais radioativos;
  • Classe 8: corrosivos;
  • Classe 9: mercadorias perigosas diversas.

Para que seja possível fazer o transporte desses materiais perigosos, é fundamental seguir as recomendações para garantir a segurança. Por isso, o operador aéreo deve garantir que o transporte de artigos perigosos e de produtos controlados siga a normatização específica sobre a matéria, assegurando a devida identificação e segregação dos demais volumes, a fim de impossibilitar o uso intencional desses objetos em atos de interferência ilícita.

Produtos perecíveis

Por terem um ciclo de vida curto e de rápida deterioração, os produtos perecíveis possuem uma logística marcada pela complexidade. Eles requerem uma atenção maior para que cheguem ao destino em boas condições.

Justamente por essas características, o transporte aéreo é a opção indicada para o transporte de carga perecível. Para isso, é preciso respeitar algumas normas:

  • Quando embarcadas, as cargas de produtos perecíveis precisam ter uma etiqueta especial, que as identifique como produtos perecíveis.
                  
  • É preciso tomar cuidados para a preservação da carga com base nas recomendações sobre temperatura, ventilação, iluminação e prazo.
  • As embalagens para transporte dos produtos perecíveis também requerem cuidado especial. O mais correto é que cada item tenha uma embalagem específica, considerando suas dimensões e sua natureza.
  • Questões como manuseio adequado e restrições de empilhamento também devem ser observadas no transporte de produtos perecíveis. Além disso, há casos em que é necessário utilizar mais de um tipo de embalagem para envolver os produtos.
Farmacêuticos

O transporte aéreo de medicamentos é a solução encontrada por muitas empresas do ramo farmacêutico para obter ganhos de tempo e segurança na distribuição de remédios.

Por conta do clima tropical brasileiro, é necessário realizar grandes investimentos em refrigeração para viabilizar o transporte de medicamentos. Em grandes distâncias, a rapidez do transporte aéreo evita perdas causadas pela exposição ao calor.

Você já conhecia as principais normas e diretrizes para transporte aéreo de mercadorias? Gostou deste conteúdo? Para mais informações sobre esse assunto, entre em contato conosco.

Posts Recentes

Outras Postagens

Pular para o conteúdo